Casa Nova - Sala de Jantar

Podia começar pelo quarto principal, ou pela sala de estar. Mas não.
Vou começar pela sala de jantar, uma das divisões que estava em pior estado. A remodelação passou pelo tratamento profundo do chão e rodapés. Substituição de janelas exteriores, total reparação das portadas interiores, colocação de teto falso para poderem passar tubos, em vez de partir paredes para o mesmo efeito.
O antes e depois de qualquer divisão da casa é no mínimo surpreendente. Eu própria fico incrédula com a imaginação que fui capaz de imprimir a cada uma e onde fui buscar inspiração quando tudo me parecia "podre" e sem reabilitação possível! 
Nesta casa optei por não ter mesa na cozinha para não cair na tentação de fazer lá algumas (todas) as refeições. 
Queria ter uma divisão da casa apenas para essa finalidade. Apenas para comer e conversar.
E assim foi e assim continua. 
A semana é de doidos. De um lado para  outro. Cada um em seu lugar diferente, Longe uns dos outros. E infelizmente, a maior parte do dia afastados.
Ao menos que a hora de jantar seja um momento de convivo de qualidade entre a família. Sem distracções de televisão, ipad, tlmvs e por aí fora.
A decoração é clássica como gosto e tem apontamentos de Chinoiserie. 
O tecido das cadeiras e dos abajoures foi comprado em 2005 no Rio de Janeiro, durante o tempo que lá vivi. Tinha a certeza que não ia deixar de o amar. 
Aliás, o ponto de partida desta sala foi exatamente o tecido dos macacos. A cor base serviu para fazer a tonalidade da parede. 
O louceiro foi comprado em segunda mão numa loja de antiguidades e posteriormente foi pintado de cor camélia.
A mesa de jantar, peça chave, é da Homes in Heaven.
Os apliques de parede são também de uma loja de antiguidades. 
Em breve irei substituir o candeeiro de tecto por um lustre absolutamente maravilhoso, que já comprei mas ainda não o tenho aqui em casa. 
As fotos são amadoras. Para já são as que tenho. 

Antes





Durante a obra 














Depois 














SIGA A JO WHITE CANDY NO INSTAGRAM


CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário

Back
to top